Você está visualizando atualmente Alvenaria estrutural: será que vale a pena para você?

Alvenaria estrutural: será que vale a pena para você?

pilares ou colunas? Com a alvenaria estrutural, isso é possível.

Trata-se de um estilo construtivo onde as paredes têm a função tanto estrutural quanto de vedação. Ou seja, o peso da construção é transmitido das paredes para as fundações, o que inclui as lajes e telhados.

Muros, residências, edifícios e estabelecimentos como hipermercados podem ser construídos nesse estilo, que oferece economia de tempo e de dinheiro, além de ser benéfico para o meio ambiente.

Mas será que a alvenaria estrutural vale a pena para você? É isso que você vai entender neste artigo. Acompanhe até o final.

Materiais

Basicamente, na alvenaria estrutural são utilizados blocos cerâmicos e de concreto.

A principal diferença entre esse modelo e a construção convencional é que tudo é realizado simultaneamente: a instalação elétrica e hidrossanitária é feita durante o levantamento das paredes.

Vale ressaltar que a alvenaria estrutural precisa estar de acordo com as normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que tem o objetivo de garantir qualidade e segurança à obra.

Por isso, é preciso verificar os seguintes detalhes nos blocos que serão utilizados:

– Capacidade de absorção de água inferior ou igual a 10%;

– Estabilidade mecânica;

– Isolamento acústico;

– Resistência do bloco na construção: não podem haver trincas ou fraturas;

– Resistência às alterações climáticas;

– Resistência à compressão;

– Certificações do fabricante;

Conteúdo relacionado: Bloco cerâmico x bloco de concreto: entenda quais são as diferenças

Vantagens e desvantagens

Agora que já falamos sobre o que é e quais são os materiais utilizados neste estilo construtivo, vamos entender quais são algumas das suas vantagens e desvantagens.

Vantagens

Economia no custo da obra: estudos demonstraram que a alvenaria estrutural gera uma economia de até 30% para edificações de até 5 pavimentos. Entretanto, em um edifício de 10 andares, por exemplo, essa economia não passa dos 10%, mas já é algo muito significativo;

– Bom isolamento acústico;

– Modernidade na estética;

– Facilidade na passagem da tubulação elétrica: não há a necessidade de quebrar paredes;

– Menor desperdício na obra, pois utiliza-se apenas tijolos inteiros;

– Facilidade no treinamento de mão-de-obra;

Desvantagens

Arquitetura e design restringidos: é preciso que as paredes tenham apenas as dimensões que permitam o uso de tijolos inteiros;

– Menor flexibilidade: visto que são as paredes que sustentam a estrutura, não se pode remove-las sem consultar um engenheiro. Porém, para contornar a situação, existem construtoras que realizam a obra com algumas paredes estruturais e outras em drywall, para que haja alguma probabilidade de mudança no futuro.

– Limitação de grandes vãos e balanços: por não se utilizar vigas na alvenaria estrutural, é muito difícil que se tenha vãos muito grandes e estruturas em balanço.

Conteúdo relacionado: Alvenaria estrutural e alvenaria convencional: entenda as diferenças e conheça cada estilo de construção

Vale a pena para você?

Como você viu, tudo vai depender do resultado final que você quer atingir. Existem diversos estilos construtivos que se adequam a diferentes tipos de construção. Cabe a você analisar qual é o melhor para a sua obra especificamente.

Se você ainda está com dúvidas, clique aqui e confira outros artigos do nosso blog.

Ou então, entre em contato e fale com um de nossos consultores.