Tijolos de cerâmica: tradição e história na construção civil

Tijolos de cerâmica: tradição e história na construção civil

Você sabe qual é o mais antigo material criado pelo homem no mundo? Pois é, por incrível que pareça, os tijolos de cerâmica constam nesta lista de antiguidades que, inclusive, auxiliaram no processo de criação e transformação da civilização e, junto à ela, sofreram e ainda sofrem constantes evoluções.

Toda a história da humanidade está fundamentada na construção civil e, paralelamente, relacionada ao tijolo, esse importante instrumento que deu origem a milhares de cidades e importantes empreendimentos em todo o mundo. A expansão de grandes centros e a construção das edificações contam uma história que reflete a cultura do povo que as originou. As moradias, igrejas, pontes, monumentos culturais, memoriais e espaços públicos são reflexos da importância e necessidade das construções. E quem esteve e está presente em todos esses projetos? Ele, o tijolo.

Por isso, separamos neste artigo as características históricas fundamentais desse elemento que é, sem dúvidas, um dos mais importantes para o surgimento da civilização e para a materialização da arquitetura. Confira!

Origem

O tijolo de cerâmica é utilizados pelo homem desde 4.000 a.c. Os vestígios mais antigos de tijolos datam de 7500 a.C, quando as comunidades do Oriente Médio começaram a fazer uso da terra para viabilizar abrigo. Inicialmente, as cidades foram construídas com tijolos de argila crua, secos ao sol e, posteriormente, eram queimados em fornos, transformando a terra crua em material cerâmico.

Em um período onde ser itinerante já não era mais satisfatório, surgiu a necessidade de desenvolver construções resistentes e duráveis para habitação. Assim, os tijolos constituem uma inovação tecnológica essencial. Desde as mais antigas civilizações se faz o uso do tijolo para erguer edifícios resistentes à temperatura e à umidade.

A Revolução Industrial trouxe a produção de blocos cerâmicos em grande escala e o uso dos tijolos passou a ser aplicado na Europa e em todo o mundo.

No Brasil, o tijolo de cerâmica é utilizado desde os primórdios de sua ocupação europeia, por volta do século XVI. As principais regiões a utilizarem o material inicialmente foram as capitais, em destaque Salvador e Recife. Entretanto, o material cerâmico tornou-se essencial a partir de 1850. O tijolo, então, revelou-se como elemento principal no sistema construtivo brasileiro, especialmente nas últimas décadas do século XIX e no início do século XX.

Naquele período, o tijolo dividiu as funções estruturais com a pedra, fato visualmente notável em diversas construções remanescentes no país. Assim, os sobrados erguidos possuíam alvenarias em pedra e cal no térreo, utilizando tijolos cerâmicos maciços no segundo pavimento. Eles são um componente básico das construções, tanto de vedação quanto estrutural.

Como é o processo de fabricação dos tijolos de cerâmica?

 A cerâmica é um dos materiais mais antigos do mundo utilizados até hoje na construção civil, como vimos anteriormente. Graças ao barro, matéria prima abundante, e devido a facilidade de extração e fabricação – além da durabilidade do material-, a cerâmica foi amplamente utilizada na história. Ao observar a modificação de consistência do barro que endurecia ao ser submetido a altas temperaturas, surgiu a cerâmica, amplamente usada em diferentes recursos.

Mas, afinal como é feito o tijolo cerâmico?

Os tijolos da Cerâmica Princesa contam com tecnologia e alto padrão na hora da sua fabricação. Toda a linha é certificada e possui selo PSQ Blocos, que diz respeito aos Programas Setoriais da Qualidade – uma certificação que atesta a qualidade e a eficiência de produtos da construção civil. Assim, garante a você a qualidade e a conformidade técnica dos produtos.

Conheça nossos processos:

 

Tijolo com tijolo: Para cada construção, um tipo diferente

Agora que já sabemos sobre o papel fundamental dos tijolos na origem da civilização, além do processo de fabricação, chegou a hora de saber quais os principais tipos de tijolos e para quais construções são indicados. Os blocos cerâmicos são até 40% mais leves que os de concreto, facilitando o transporte e o manuseio no canteiro de obras, aumentando assim a produtividade.

Possuem um melhor desenvolvimento térmico e acústico, resultando em melhor conforto nas edificações, absorvem menos água, e suas juntas de dilatação podem ser maiores, devido à menor movimentação entre os blocos. Por não necessitar de requadrações vigas e pilares, oferecem um melhor aproveitamento interno quando comparados aos blocos de concreto.

Atualmente, no Brasil, existem vários tipos de tijolos cerâmicos, que variam de acordo com as medidas e tamanho dos furos. São eles:

Tijolos Estruturais

Tijolo de cerâmica Estrutural

Os tijolos estruturais apresentam furos na vertical e são utilizados como a própria estrutura da obra. Estes blocos além de serem altamente, já que sustentam o peso da obra, ainda atuam como isolantes térmico e acústico. O bloco estrutural atinge resistências entre 4,5 a 6 MPa, permitindo a sustentação do imóvel sem colunas ou pilares. Por ter um tamanho maior, o bloco estrutural proporciona mais agilidade no assentamento e pouquíssimos problemas com perdas no canteiro de obras.

Tijolos de Vedação

Tijolo de cerâmica Vedação

Outro grupo de tijolos cerâmicos são os de vedação. São utilizados para fechar uma estrutura, trazendo mais privacidade acústica ou para dividi-la. Os furos que possuem são na horizontal, assim facilitam a passagem do encanamento e também da fiação da obra. Graças a eles é possível derrubar paredes internas de tijolo cerâmico sem comprometer a estrutura da casa.

 

Tijolo para lajes

Tijolo de cerâmica para Lajes

Alguns tipos de tijolos cerâmicos também são usados para a criação de lajes. Esses tipos de tijolos geralmente oferecem conforto térmico para a edificação. Além disso, o tijolo cerâmico absorve menos água e é fácil de ser transportado na obra.

Canaleta cerâmica

Tijolo de cerâmica Canaleta

As canaletas cerâmicas possuem formato diferenciado, apresentando-se em “U” ou “J”. Geralmente são utilizadas na obra com os blocos estruturais. O seu formato que, além de permitir mais solidez e resistência às estruturas, também funciona como uma fôrma para o concreto e para as armações metálicas utilizadas para criar construções resistentes.

Pronto! Você acabou de conhecer os principais produtos da Cerâmica Princesa. Para escolher a opção ideal para a sua obra, basta conferir os nossos modelos oferecidos e certificados e encontrar aquele que atende às demandas e custos do seu projeto.

Quer saber mais? Solicite um orçamento e garanta produtos de qualidade para a sua obra. Você vai ter tijolos produzidos por uma empresa que tem 80 anos de história, conhecida nacionalmente e internacionalmente, e que utiliza equipamentos de alta tecnologia e aprimoramento técnico para entregar segurança e excelência a você.

Deixe uma resposta

Fechar Menu